sexta-feira, 28 de julho de 2017

Quando cantar

quando cantar
quero encantar
seu olhar desejando
o ver lacrimejar

uma canção
escrevi
reescrevi
com comoção

para observar
e mais uma vez
emocionar
com lindo sorriso
que me encanta
em um só luar

É tenebroso

É tenebroso
O som do mundo
Em sua volta
E por todos os lados
Por onde você
Navega com seus olhos
A vontade é
De abaixar a cabeça
Com a mão no peito
Pedindo perdão
Por todas as crueldades
Que nossa raça cometeu
É tenebroso
Este mundo
Em que vivemos
Que nossa própria
Espécie criou
Antes de se tornar
Uma triste melancolia
É tenebroso
Triste e doloroso
Sentir que o mundo
Tenha essa realidade
Pela companhia
Da arrogância
Ódio e ganância
Existente em suas
Próprias mãos
Ao invés de apagar
Todo mau que cometeram
É tenebroso
O pensamento de muitos
Causar o caos
Onde há vida
Por este planeta
Por mais que existem
Milhares daqueles
Que brilham
Com seu talento
Cicatrizando as feridas
Que causaram neste mundo