domingo, 29 de janeiro de 2017

Deixo dizer....

Deixo dizer te
Algo que jamais
Consegui falar
Aos seus olhos
Que sempre
Me deixo transparecer
Em harmonia
Por ti
Deixo interpretar
Todo este sentimento
Suavizando seu rosto
Demonstrando me
Sentir sua falta
Quando estás
Tão distante de mim
Deixo desabar
Este cálice
Existente a mim
Cheio de consoantes
Vogais.....Enfim, poesias
Que tanto as criei
E organizei
Especialmente para ti
Ler quando estiver
Sem elas a interpretar
Estando olho a olhos
Com você
Deixo confessar
Que quando
Estamos a troca
De olhares
Nunca consegui ao certo
Dizer grandes melodias
De letras para ti
Demonstrando o quanto
Amo amar te
Com toda intensidade
Possível neste mundo
Quando penso
Nas palavras a dizer
Fico travado
Me mergulhando
Sentindo o calor das nuvens
Em que fico navegando
De olhos fechados
Pois és tão belo
Estar sentindo
Você fazendo me
Deixar esfarelar
Aos ares fazendo me
Voar a grandes milhas
Pensando em você
Estando ao seu lado
Amando como se
Fosse viajar
A filmes belos
De histórias românticas
Que nos faz sentir
Nossos corações sendo
Abraçados pelas
Nossas próprias almas
Amando um ao outro

Vida vida vida

Vida vida vida
Que me surpreendes
A cada dia do acordar
De meus olhos ao
Enxergar mais um dia
Se iniciando
Para novas aventuras
A percorrer
Vida vida vida
Que nos mostra
Dificuldade até na hora
De termos vontade
Ao desejar apreciar
Em nosso paladar
Um belo mousse
Atraindo nossa ira
Por querer degustá-lo
Pois não basta apenas
Possuir grandes vontades
Mas sim batalhar
Por pequenas coisas
Que queremos
Em nossa vida
Vida vida vida
Sempre será
De grandes batalhas
Nunca será
Entregue de bandeja
Aquilo que queira
Em suas mãos
A vida lhe desafia
Querer lutar até
O fim de sua existência
Não se iluda imaginando
Existir em universos
De grandes expectativas
Com tudo fácil
A conquistar por ti
Vida vida vida
Irá lhe testar
Atacar te
Surpreender e até mesmo
O perseguir para jamais
Ser um iludido vivendo
De grandes fantasias
Vida vida vida
Viver é uma graça
Mas fale baixo
Ela nunca seria capaz
De aceitar você dizendo
Que tudo és  fácil
As recaídas e frustrações
Ao decorrer de nossas existência
São enormes e fáceis de nos fazer
Desistir e afogar a mágoas
Nos fazendo desanimar
Do amanhã pelo resto
De nossa história
Nos fazendo
Desanimar pelo resto
De toda nossa história
Tornando a morta
Apenas demonstrando
Seu corpo vivo
Com sua alma
Perecida caída
Em sua futura cova
Que apodrecerá
Seu corpo denso
A imensas tristezas
Vida vida vida
Pelas frustrações
Que facilmente
Poderá o abraçar
Jamais se deixe levar
A ilusões melancólicas
Ocorrerá lutas perdidas
E vencidas por ti
Jamais aceite
Estar enterrado
E morto no agora
Apenas queira
Existir sendo
Um sonhador
Lutador esfomeado
De vitórias
Vida vida vida
Só se finaliza
Ao se iniciar
Seus pensamentos
De desistências
E pensamentos negativos
Por si
Vida vida vida
Como a vida é bela
Eu a amo estar nela
Vivendo e amadurecendo
Ao decorrer do meu acordar
Neste mundo tão equilibrado
Que nos surpreende
Com boas e mas ocorrências