quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Procura-se

Procura-se
Um ser
Misterioso pela cidade
Pintando as parede das cidades
Com desenhos misteriosos
Cores quentes
Como se estivesse
Querendo dizer
Algo para o mundo
Através das ilustrações
Criadas pelas suas
Próprias mãos
Jamais vistas
Uma única vez
Aos cantos do mundo

Procura-se
Alguém que estaria
Andando pela
Calada noite
Buscando reinventar
Um novo começo
Para preencher
O vazio da mente
Dos cidadãos
Pelas palavras ditas
Em suas próprias cores
Contendo suas frases
Incentivando a todos
Recomeçar a viver
Das cinzas

Procura-se
Um artista
Querendo passar
Positivas mensagens
A população
De sua cidade
Quem será ele?
Estás escondido
Por ai aguardando
Ao anoitecer pousar
Pelo seu país

Procura-se
Procura-se
Precisamos saber
Quem é realmente
Esta pessoa misteriosa
Por ai que esteja escondida
Colorindo onde sempre esteve
A cores frias e tristes
Contendo uma intensa
Carga negativa

Procura-se
Cedo ou tarde iremos
O conhecer deixando te
Como o nosso artista
Salvador dos apuros
Que sempre ocorrerá
Ao nosso dia a dia

Procura-se
Na calada noite
Um artista escondido
As sombras de raios do sol
De rachar pela cidade
Em que vivemos
Esperando todos a adormecer
E soltar sua criatividade
Pelas paredes e muros
Por onde deixa seu rastro


Madrugada intensa de pensamentos

                  Apesar de estar com sono neste momento do anoitecer e quase a adormecer, preferi a escolher me aventurar, fechar meus punhos e mostrar toda minha fortaleza a ventania próxima que irá vir contra mim. Irei vencer o pânico de estar sem ar a respirar para optar escolher a vencer e mostrar ao mundo minha real força existente ao meu ser que muitos acreditam que eu seja realmente fraco e inútil e a saber fechar meus olhos até passar a tempestade que virá em minha direção para quando se for gritar feito um leão a selva que ali marcou seu território demonstrando sua soberania ao seu grupo familiar.
                  Quando tudo passar irei ter a proeza de pintar minha vitória aos ares das cores que pude deixar onde tirei toda melancolia que optei a remover dos locais por onde passei a andar e deixar meu rastro por onde passei a renascer os  locais sem vida e paz fazendo assim uma nova vida ocorrer através de minha própria criatividade entre minhas poesias escritas pelas minhas próprías mãos movidas por meus pensamentos sem fim.
                   Não sei por que, mas quando senti minha solidão neste local do anoitecer deste momento puder perceber que as pupilas dos meus olhos optaram a querer seguir o ritmo da minha vontade de viajar e deixar de adormecer meu corpo para querer que eu fique por ai me aventurando pelo mundo que eu próprio criei surpreendido da obra criada pelo meu ser próprio existente ao meu fantoche que diz todo roteiro a seguir em  um filme a atuar e brilhar intensamente.
                  Percebi que seria uma longa noite a viver, a noite passa a se tornar madrugada para muitos, mas para mim só se tornastes uma só pois longos momentos a viajar seria possível ocorrer no presente de agora, que incrível poder passar por todo este momento surpreendente pois por completo percebi que aos poucos quem realmente és o ser por trás da minha própria máscara que quero tanto conhecer.
                  Pude sentir ao meu peito toda história e aventura através dessa caminhada, escrita e aventura ao decorrer destes longos e belos momentos que tive nesta vida.......Poder emocionar e cantar baixinho quando percebi ser um grande ser fortalecido e aventureiro que faz de sua história melodias a uma noite se tornar espetáculo vibrando seu grande público apreciando suas letras escritas como se fosse um casal a uma noite juntos a um jantar bebendo um belo vinho saboreando seu sabor doce pela boca e durante os goles caindo em suas garganta, passam a se aquecerem e a  tocar um ao outro pelo anoitecer realizando  uma cena bela e excitante entre os dois neste momento tão belo e poético de realizar com um alguém que tanto ama.
                 Estou aqui pensando, sentado em minha cama escrevendo e distraído pela escrita que eu mesmo escrevi sem saber o que escrever, pois sempre me pego fazendo malabarismos surpreendentes com as letras que escrevo por ai...........Quando de repente passo a ficar mais atento ao futuro que irei ter, pensando como seria eu daqui a algum tempo com toda essa imaginação e criatividade.
                 O que será de mim daqui a meses, anos? Pois nem sei como imaginar porque essa vida tem tantas surpresas que é até perigoso e arriscado a criar expectativas de como seria realmente o amanhã da história que iremos viver......Éeee, essa é a madrugada que sempre temos, pensamentos sem fim que jamais para pois nestes segundos são os que somos mais arriscados a nos decair e sentirmos para baixo, chorando até a  dormir depois de tantos choros que ocorreram entre nós.