domingo, 6 de agosto de 2017

Acordei...

Acordei...Semelhante
A um morto vivo
Com os olhos lacrimejando
Em vomitar uma cachoeira
Através deles
Ao  sentir
Em mim tudo
Se explodindo
Em maravilhas
Por um sonho surreal
Ocorrido onde
Inventei um mundo
De fantasias