domingo, 9 de julho de 2017

Quando minhas lágrimas

Quando minhas lágrimas
Caírem dos meus olhos
Vou esparramá-las
Por todo
Meu rosto que
Tanto sente
Elas caindo
De cima em baixo
Mas irei fechá-los
Hibernando
Meu corpo
Pelo frio
Que manifesta
Neste anoitecer
Chegando aos poucos
Imaginando
Eu e você flutuando
Pelas estrelas
Indo até a lua
Que brilha
Igual ao seu olhar
Que em todos os momentos
Fico imaginando
Me observando
Dizendo o quanto
Me ama
Tornando minha solidão
Deste momento
Mais completa
Lembrando
Dos momentos em que
Fez emocionar
Minha alma
Com sua mão
Tocando em meu pescoço
Beijando minha boca
Com tamanha intensidade