terça-feira, 9 de maio de 2017

Tudo saiu do controle

Tudo saiu do controle
Quando deixei escapulir
Os rastros feitos
Por mim
Ao fechar os olhos
Não pude controlar
Os estragos iniciados
Sem ter meu controle
Em minhas mãos
Tudo saiu do controle
Socorro
Uma catástrofe
Pode ser anunciada
Em qualquer instante
Estou sem
Meus instrumentos
Perdidos ao meio
Do problema
Que está por vir
Em minha direção
Jogando me
Em uma enorme
Cratera ardente
De quente
Isso é
Um verdadeiro pesadelo
Não há como conter
No agora
Toda fúria
Desenhada pelos
Meus pensamentos
Imprimidos através
Da realidade
Que sempre guardei
Momentos terríveis
Pelas palavras
Escritas
Preciso entrar em contato
Com minhas próprias
Invenções para conter
A fúria inserida
Em minha frente
Adormecer
Sentindo que tudo
Está melhor
Aos dias de hoje
Finalizando assim
Um grande tormento
Ao mundo