quarta-feira, 12 de abril de 2017

Apocalipse

Era madrugada
Quando fechei
Os olhos
Já era 
Tarde demais
Para poder escapar
Por ter iniciado
O apocalipse 
Me senti caindo 
De longos metros
Até ao chão
Saindo 
De minhas mãos
Tentáculos para tentar
Não cair ainda mais
E quanto mais 
Iria próximo
Ao fim
Tudo acontecera
Era o fim
Tudo estava desmoronando
Estava próximo
De me espatifar 
Ao solo cheio 
De ácido
Prestes a me derreter
É o fim chegando
Queria apenas
Fazer tudo o que sonhei
Mas estava pedindo socorro
Mesmo sendo tudo em vão
Por tudo estar acabando
De uma forma repentina
E rápida
Mas quando caí
Me levantei gritando
E naquela mesma hora
Criei o sonho de apocalipse 

 renata massa