quarta-feira, 8 de março de 2017

Não.....Sei como iniciar

Não sei
Como iniciar
Muito menos
Abrir os olhos
Em outras dimenções
Estou literalmente
Perdido entre
Meus pensamentos
E letras que formam
Os poemas completando
Todo quebra cabeça
Ilustrado pela minha
Imensa imaginação
Que nem sei
Como a descrever
Apenas me fecho
Ao escuro do dia
Para dar meu melhor
Entre os portões
Que abrem
Para começar
Uma grande
Ilustração da minha cabeça
Em brisas
Pelas ventanias
Refrescantes e confortantes
Através do dia a dia suado
De quem caminha
Milhas e milhas
Agindo e realizando
As tarefas
Que formam rotinas
Sem fim
Formando uma
Grande história
De sentimentos paralelos