quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Procura-se

Procura-se
Um ser
Misterioso pela cidade
Pintando as parede das cidades
Com desenhos misteriosos
Cores quentes
Como se estivesse
Querendo dizer
Algo para o mundo
Através das ilustrações
Criadas pelas suas
Próprias mãos
Jamais vistas
Uma única vez
Aos cantos do mundo

Procura-se
Alguém que estaria
Andando pela
Calada noite
Buscando reinventar
Um novo começo
Para preencher
O vazio da mente
Dos cidadãos
Pelas palavras ditas
Em suas próprias cores
Contendo suas frases
Incentivando a todos
Recomeçar a viver
Das cinzas

Procura-se
Um artista
Querendo passar
Positivas mensagens
A população
De sua cidade
Quem será ele?
Estás escondido
Por ai aguardando
Ao anoitecer pousar
Pelo seu país

Procura-se
Procura-se
Precisamos saber
Quem é realmente
Esta pessoa misteriosa
Por ai que esteja escondida
Colorindo onde sempre esteve
A cores frias e tristes
Contendo uma intensa
Carga negativa

Procura-se
Cedo ou tarde iremos
O conhecer deixando te
Como o nosso artista
Salvador dos apuros
Que sempre ocorrerá
Ao nosso dia a dia

Procura-se
Na calada noite
Um artista escondido
As sombras de raios do sol
De rachar pela cidade
Em que vivemos
Esperando todos a adormecer
E soltar sua criatividade
Pelas paredes e muros
Por onde deixa seu rastro