quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Os tempos mudam

No ontem gritava
Sem poder
Demonstrar por olhar
Toda dor que sentia
Os tempos mudam
O mundo da voltas
Se no passado
Suas dores
Eram rotina
No hoje serão
Apenas histórias
Tristes escritas
Por ti para reconhecer
E saber quem realmente
Tu és e saber o quanto
Foi capaz de superar tudo
De punhos fechados
Demonstrando
O guerreiro que existe
Em seu interior
Cheio de vida
De amor e valor
Que mal sabia
Dizer a si
Quem realmente
És nesta vida
Os tempos mudam
Antigamente
Faziam de ti
Um nada
Saco de pancada
Rótulos idênticos
A etiqueta de supermercado
Um ignorado
Que teria direito de sofrer
Por ser quem és
E por ser diferente a eles
Mas nunca imaginaram
Que todo pequeno
Patinho indefeso
Se torna um grande cisne
Capaz de manobrar
Grandes ondas do mar
Cheias de tempestade
Que nela se torna
Arriscada
Mas jamais
Para aqueles
Que faz do medo
Apenas um adversário
Fraco contra ti
Por você ter
Esperanças
O suficiente para
Conseguir tudo
Pelo seu coração
Os tempos mudam
O que ontem era
Tristeza
No hoje tudo muda
Para ti poder
No hoje ou amanhã
Poder vencer
E se reencontrar novamente
Os tempos mudam
Para melhor
Fazendo nós
Reviver e aproveitar
Muito mais a vida
Como nunca
Os tempos mudam
Para melhor
A melancolia se vai
Vindo bons ares
Para se respirar
Ao amanhã
Que terá muito mais
Maravilhas para
Se presenciar nesta vida
Do que antigamente

Amar você seria...

Seria poder novamente
Sentir se motivado
A viver nesta
Realidade em que
Na tempestade
Me desabei
Várias vezes
Sentindo me
Fracassado e desmotivado
A viver nesse mundo
Em que a tempos
Sentia me incapaz
De poder reviver
Alcançando a luz
No fim do túnel
Que muitas vezes
Me perdia
Ao caminho
Percorrendo
Milhas e milhas
Para poder
Finalmente
Abrir meus olhos
E encontrar te
Fazendo me acordar
Do coma que me faz
Morrer aos poucos
Pela realidade em que vivemos
Amar você seria
Sorrir novamente
Estando vivendo
Com todo amor
Sentindo o perfume
Que carrega em seu pescoço
Lembrando da flor
Que deixo aflorar
Em meu arredor
Imaginando te
Em todos os momentos
Quando a observo
Pelos momentos
Que estamos incompletos
A um dia triste
Sem poder tocar
Meus lábios aos seus
Fazendo me viajar
A outro horizonte
Tão de repente
Quanto menos esperamos
Estamos acariciando
Nossa alma
Com nossos lábios
Ao nosso corpo nu
No anoitecer
Que tanto amamos
Compartilhar nosso
Romance entre
Amor e sexo
Em forma de poesia
Declarando o quanto
Amamos um ao outro
Amar você seria
Tornar me um poeta
Para dizer que
A poesia que completa me
Suas palavras perfeitamente
Preenche o vazio
Que existe em minhas estrofes
Dos meus textos imensos
Que tanto escrevo
A dizer o quanto irei
Amar a minha futura flor
Que tanto desejo
Plantar em meu coração
Para poder ter lhe
Em meu universo
E história para o resto
De minha vida
Completando me
Fazendo de minha tristeza
Apenas um sentimento
Passado que a um tempo
Ilustrei em minhas palavras
Marcando minha história
Do passado que sempre
Faz me inspirar
Com minha própria poesia
Amar você seria
Levantar das cinzas
Revivendo novamente
Emocionado e iluminado
Pelo seu carinho
E palavras que tanto
Diz a mim o quanto
Precisamos um do outro
Para podermos
Nos amar como
Se o amanhã nunca mais
Fosse existir neste planeta
Tão imenso
Amar você seria
Preencher os pontos
Que demonstram o vazio
Dos meus textos
Fazendo me
Novamente recriá-los
Dando uma nova vida
A eles que tanto
Os descrevo
Como a minha arte
De desabafar
Por apenas poesias
De um poeta desconhecido
Neste mundo imenso