domingo, 28 de fevereiro de 2016

Ao nosso encontro da madrugada

Ao começo da madrugada
Quero sentir o frio vento
Encostando ao meu corpo
Para sentir o perfume das rosas
Do meu jardim
Que me faz 
Lembrar de ti intensamente

Sua ausência ao meu lado é imensa
Mas o perfume que sinto ao meu dia a dia
Me faz lembrar de ti e desenhar
Você em meus pensamentos
Me emocionando
Ao imaginar 
Você me fazendo emocionar

Mas os pontos de reticências 
Que deixo ao meu texto
Sem um fim
Quero completar
Quando sentir 
Minhas lágrimas 
Caindo de meus olhos

Porque o começo delas
É a continuação
De me fazer 
Aumentar toda emoção
Ao meu coração
Em pensar nos momentos
Que vamos um dia
Nos encontrar

Quero lhe dizer

Quero lhe dizer
O que sinto ao meu peito
Desabafar
E logo imaginar
Sua reação e
Emoção
Que sinto
Ao meu coração
Em observar seu olhar
Demonstrando imensa alegria
Com toda palavra dita
Com meu olhar fixo
Aos seus a prendendo
A mim fazendo ti ficar sem
dizer uma única palavra

Estou longe de você
Sem poder lhe dizer
Uma única palavra
Que tenha todo prazer em
Possuir imenso desejo
Em lhe fazer sorrir profundamente

Quero apenas lhe dizer
Com toda emoção
Que aquela rosa perfumada
Ao meu jardim que toda vez
Me perco a observando
É ti que imagino a todo segundo
Por você ser a minha princesa
Minha estrela
Minha linda violeta do meu jardim

Que sempre me faz emocionar
Como se não houvesse no amanhã
Os segundos que escreveria
Para continuar nossa maravilhosa
História de amor
Que temos todo prazer ao escrever
Juntos sentindo o calor corporal
um do outro na fria noite
De lua cheia