sábado, 3 de dezembro de 2016

Preciso de ajuda

Preciso de ajuda
Está tudo girando
Em torno de mim
Fazendo me
Correr perigo
Quando a ventania
Se inicia
Para indicar
O apocalipse
Chegando
Pelas ladeiras
Para me soterrar
Alguém me acorde
Estou preso
Sem poder
Enxergar neste
Escuro que me apavora
Socorro socorro
Uma bomba relógio
Se implantou
Em meus pés
A poucos segundos
Irá se explodir
Espatifar me
Pelos ares
Grito grito
Alto bem alto
Mas nada
Resolve
Irei morrer
E sim
Terei meu fim
Apocalíptico
Para apenas deixar
Minhas obras feitas
Sem um término
A se terminar
Que mundo é este?
Me afoguei
Perdendo meu fôlego
Pelos ventos
Nesta noite
Tão insana
Preciso de ajuda
Para me livrar
Deste tremendo ambiente
A desejar realizar
Mil e uma
Ações que desejo
Refazer para viver
Preciso de ajuda
A querer poder
Em breve
Mudar a página
Do mundo
Para melhor
Apagando
A melancolia
Desta história
Em que o planeta tem