domingo, 11 de dezembro de 2016

Filme de terror

Ascendam as velas
Toque o sino
Não olhe para baixo
Chão ensanguentado
Cadavérico e medonho
Como se estivéssemos
A um cemitério
Em carne viva
Apodrecendo
Acumulando
A mesma podridão
Que presenciamos
Pelas atitudes
Que muitos possuem
Nesta terra sem vida
Que muitos optam
E se dedicam a viverem
Pelas tristezas
Que se ocorrem
Pelos arredores
Do planeta
Em que vivemos
Não olhe ao chão
A um grande
Filme de terror
A se iniciar
Quando se reparar
Pelos horrores
Que causamos
Provocando
Nosso próprio
Suicídio
Com nossos
Olhares vendados
Caminhando e agindo
De formas sem termos
Noção de toda
Consequência que irá
Se ter ao futuro
Que nos aguarda
Surpresas sem vida
Tornando nosso mundo
Um cemitério humano
Com nossas próprias
Imundícies que causamos
Criando nosso
Próprio filme dramático
Ao final