quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Os tempos mudam

No ontem gritava
Sem poder
Demonstrar por olhar
Toda dor que sentia
Os tempos mudam
O mundo da voltas
Se no passado
Suas dores
Eram rotina
No hoje serão
Apenas histórias
Tristes escritas
Por ti para reconhecer
E saber quem realmente
Tu és e saber o quanto
Foi capaz de superar tudo
De punhos fechados
Demonstrando
O guerreiro que existe
Em seu interior
Cheio de vida
De amor e valor
Que mal sabia
Dizer a si
Quem realmente
És nesta vida
Os tempos mudam
Antigamente
Faziam de ti
Um nada
Saco de pancada
Rótulos idênticos
A etiqueta de supermercado
Um ignorado
Que teria direito de sofrer
Por ser quem és
E por ser diferente a eles
Mas nunca imaginaram
Que todo pequeno
Patinho indefeso
Se torna um grande cisne
Capaz de manobrar
Grandes ondas do mar
Cheias de tempestade
Que nela se torna
Arriscada
Mas jamais
Para aqueles
Que faz do medo
Apenas um adversário
Fraco contra ti
Por você ter
Esperanças
O suficiente para
Conseguir tudo
Pelo seu coração
Os tempos mudam
O que ontem era
Tristeza
No hoje tudo muda
Para ti poder
No hoje ou amanhã
Poder vencer
E se reencontrar novamente
Os tempos mudam
Para melhor
Fazendo nós
Reviver e aproveitar
Muito mais a vida
Como nunca
Os tempos mudam
Para melhor
A melancolia se vai
Vindo bons ares
Para se respirar
Ao amanhã
Que terá muito mais
Maravilhas para
Se presenciar nesta vida
Do que antigamente