quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Era uma vez

Era uma vez
Uma história
Escrita por
Palavras que foram
Levadas de uma folha
Manchadas de sangue
E que nela dizia
Que o autor delas
Teria cometido
Um suicídio e que
O sangue representava
A ferida que nele mesmo fez
Pelo pulso que sempre imaginava
Mutilar e ignorar a dor
Até hoje não sei se
Realmente ele estás vivo
Não reconheço sua história
Por completo
Muito menos sei me
Compartilhar em minhas poesias
Sei apenas que ele tentou tirar
Sua própria vida do planeta
Por traumas terríveis
Que já passou na vida
De uma forma dolorosa
Como nunca me deparei
O tentei procurar para saber
Quem realmente esse ser és
Foi quando resolvi
Fazer dele o meu personagem
Da minha escrita de uma história
Que em algum dia quero
Surpreender a mim mesmo
Pelas palavras que nele foi escrito
Com tanta intensidade e amor
Foi quando descobri
Quanto menos esperei
Que ele se chama
Eduardo Martins Silva