domingo, 14 de agosto de 2016

Últimas palavras

O fim se aproxima
Medo apavora
O tempo corre
Tudo parece estar devagar

Aguardando tudo acabar
Silêncio permanece
Batimentos cardíacos
Enfraquece aos poucos

Tudo se congela
As lágrimas secam
Gotas de sangue
Caindo do pulso

Agonia
Pavor
Medo
Desespero

Solidão sem fim
Não há ninguém
Lá fora
Vazio aterrorizante

Últimas palavras
Emoções
Respiração
Olhar

E tudo irá
Ter um fim
No silêncio
Do dia caótico