sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Nossa dança poética

                                Quero apenas novamente me desabafar com toda emoção existente ao meu coração com palavras que me faça imaginar a valsa que reproduzimos ao anoitecer frio que lentamente realizamos ao estarmos ao lado do piano onde reproduzimos nossas próprias canções que descreve nossa história amorosa.
                                Maravilhoso é deixarmos o cálice de vinho em cima do piano e nos dançarmos novamente juntos sorrindo ao frio da noite ao brilho das estrelas ao céu nos iluminando...... Mas meu desejo não é apenas lhe imaginar dançando ao olhar seus belos olhos e se emocionar, mas sim se surpreender com todo perfume que possui para me atrair suspirando ao seu pescoço com todo meu
prazer.  
                                Não apenas desejo, mas sim cedo ou tarde eu desenho ao meus pensamentos você ao meu lado andando ao jardim de flores perfumadas que me faz lembrar de ti quando não estás ao meu lado para eu lhe beijar com todo desejo que tenho em morder seus lábios com todo prazer que existe em meu ser.
                               Desejo ao amanhã que um dia dançamos debaixo da chuva para quando sentirmos para quando o frio chegar aos nossos corpos eu lhe abraçar e esquentar você com todo meu prazer e dizer o quanto a amo sorrindo desejando dizer que ti és a minha linda dançarina que me faz emocionar com toda sua história que me completa e sorrir como se não houvesse o amanhã