terça-feira, 23 de maio de 2017

Um autor....

            Uma simples história sendo iniciada por um autor desconhecido pelos cantos da cidade manuseando sua criatividade em formato de imaginações surreais por palavras,  estando em um ambiente silencioso. Suas obras são leituras de sua pessoa, mas talvez nem seja nada disso e sim um verdadeiro mistério realmente o que ele é.
            Parece ser um jovem cisne amadurecendo pelas águas de seu habitat, não sabendo ainda lidar com a grandeza do mar que em breve estará o desafiando para viver novas e belas aventuras conseguindo assim novas experiências em sua vida. Tendo as vezes dificuldades para levantar suas asas e voar por grandes ares que o guiam em regiões ainda desconhecidas por ti.
            Admirável uma pessoa desabafar sua vida nelas, as escrevendo como se fosse criar as melhores pinturas em quadros pintados por cores quentes e fortes, dando um grande tom pelas linhas traçadas delicadamente. Seja o que for, é admirável ter que observar as criações que produziu com tanto prazer existente em ti, tendo mais e mais forças pelas asas para voar feito uma águia respirando o ar pelo alto do céu.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

A chuva cai...

Parei para
Observar a chuva
Caindo
Em minha frente
Apenas ouvindo seu som
E ao dos meus pensamentos
Lembrando de cada momento
Que estive perto de ti
Ainda mais
Em um dia
Que a meses atrás
Começava
Uma nova história
Deixando me sorridente
Em vivê-la perto
De ti
De lá para cá
Foram momentos
Inesquecíveis
Vivendo com você
Amando mais e mais
Dizer
Eu te amo
Daqui até
O mundo afora

domingo, 14 de maio de 2017

Me dê apenas

Me dê apenas
Um drink 
De energia
Para viver
Neste mundo
Onde me deixei
Cair e perder
O ânimo de viver
Não sei como
Acordar e sentir
Disposição 
Para poder caminhar
Me dê um shock  
Para reviver 
Meus batimentos cardíacos
Encoberto pela escuridao
Que o conteu
Tirando aos poucos
Sua vontade
De viver
Me dê
Me diga
Palavras 
Para novamente viver
Aos poucos abaixo
Minha cabeça caindo
Até o fim vivendo
Nesta imensa melancolia 
Sem ao menos
Saber como reanimar



Existem criaturas

Existem criaturas
Em minhas imaginações
Sussurrando
Pelas minhas
Notas poéticas
Escritas pelas folhas
Que escrevo
Minhas poesias
Fazendo me
Desacreditar
Em monstros
Que me dizem
As piores atrocidades
Contra meu ser
Existem criaturas
Importando se
Com minha existência
As enxergo por
Todas as partes
Onde deito meu olhar
Para observar
O horizonte
De minha direção
Direcionando
Em outras imaginações
Surreais
Existem criaturas
Pelas minhas imaginações
Orientando por onde
Seguir em frente
Elas são realmente
Meu ser
Em forma de criaturas

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Como diz o amor

Amar é
Muito mais
Que sorrir
Imaginando
Quem nos faz
Sentir - se
Tão bem
Como diz o amor
Amar é uma poesia
Poesia é escrever
Ao ar realmente
O que sentimos
Por alguém
Como diz o amor
Estamos amando
Em todos os momentos
A mesma estrela
Que nos protege
De solidões perversas
Que nos rouba
Uma imensa felicidade
Que nos contém
Em imensas emoções
Como diz o amor
Quando encontramos
Alguém
Nos tornamos
Literalmente bobos
Perdendo a noção
Do quanto
É tristonha
A ausência de
Um alguém
Como diz o amor
Amar é  belo
Poetizar tornando
Uma história
Muito mais bela
Ao universo
És muito mais
Que maravilhosa
Ao nosso mundo

terça-feira, 9 de maio de 2017

Tudo saiu do controle

Tudo saiu do controle
Quando deixei escapulir
Os rastros feitos
Por mim
Ao fechar os olhos
Não pude controlar
Os estragos iniciados
Sem ter meu controle
Em minhas mãos
Tudo saiu do controle
Socorro
Uma catástrofe
Pode ser anunciada
Em qualquer instante
Estou sem
Meus instrumentos
Perdidos ao meio
Do problema
Que está por vir
Em minha direção
Jogando me
Em uma enorme
Cratera ardente
De quente
Isso é
Um verdadeiro pesadelo
Não há como conter
No agora
Toda fúria
Desenhada pelos
Meus pensamentos
Imprimidos através
Da realidade
Que sempre guardei
Momentos terríveis
Pelas palavras
Escritas
Preciso entrar em contato
Com minhas próprias
Invenções para conter
A fúria inserida
Em minha frente
Adormecer
Sentindo que tudo
Está melhor
Aos dias de hoje
Finalizando assim
Um grande tormento
Ao mundo

Estou rindo a toa

Estou rindo a toa
Da vida esclarecida
Aos poucos
Em torno
Do quebra cabeça
Em que existe
Pelos pensamentos
Existentes
Pela imaginação
Contida em mim
Estou rindo a toa
Respirando o ar puro
Que no ontem
Não sentia
Rodeando
Em meus pulmões
Contendo antes
Uma imensa melancolia
Estou rindo a toa
Pintando os arredores
Sem cores
Que me deitava
Derramando lágrimas
Entristecido
Sem entender
Do porquê tudo aquilo
Estou rindo a toa
Emocionado
Pela volta em cima
Sentindo minha verdadeira
Fortaleza existente
Em meu coração
Estou rindo a toa
Por conseguir
Gritar muito mais alto
Do que as dificuldades
Tentanto me derrubar
Estou rindo a toa
Por ter descobrido
Minha real identidade
Sentindo que realmente
Sou um ser forte
 renata massa